lovethemoment

Monday, July 17, 2006

Viol^

Estatísticas de Casos em Portugal

Em relação à estatística apenas temos disponíveis dados relativos a 2002 (no ano de 2002 verificaram-se 11677 ocorrências criminais registadas pela PSP e GNR no contexto da Violência Doméstica) dos quais se podem aferir as seguintes referências percentuais:
82% dos suspeitos são do sexo masculino
85% das vitimas são mulheres
85% dos crimes são contra a integridade fisica
89% dos crimes são cometidos pelo conjuge ou pelo companheiro,
os dados do Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Justiça, também relativos a 2002, num total de 462 crimes de Maus Tratos do Cônjuge ou Análogo, sendo as vítimas:
34 do sexo masculino
428 do sexo feminino,
e ainda dos dados da linha verde (Serviço de Informação a Vítimas de Violência Doméstica), relativos a 2003:
1880 atendimentos relacionados com situações de violência doméstica, dos quais 1284 em a situação foi exposta pela própria vítima de violência e 663 em que dói descrita por amigos, familiares, vizinhos ou mesmo instituições. 97,8% das vítimas indicadas eram do sexo feminino e 2,2% do sexo masculino. Acresce que a maioria das vítimas era casada (67,8%) e pertencente aos escalões etários entre 25-34 anos de idade (22,8%) e 35-44 anos de idade (22,7%). Os agressores eram, na sua maioria cônjuges (67,8%) e companheiro ( 17,7%) situando-se nas faixas etárias dos 35-44 anos de idade (22,0%) e 25-24 anos de idade (17,9%). È ainda relevante o facto de na maioria dos casos (75,5%) a vitimação acontece de uma forma reiterada há mais de 2 anos, sendo que uma grande percentagem (74,5%) nunca apresentou queixa ou denuncia deste crime.
Segundo o Conselho da Europa, a violência contra as mulheres no espaço doméstico é a maior causa de morte e invalidez entre mulheres dos 16 aos 44 anos.
Estima-se que na Europa 1 em cada 5 mulheres é vitima, pelo menos uma vez na vida, de agressões no espaço doméstico.

Estudos efectuados sobre as Leis Portuguesas
Não existem estudos efectuados sobre as leis portuguesas.
Fonte : Comissão para a Igualdade e Direitos das Mulheres(CIDM)

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home